Acupuntura nos esportes de alto rendimento


>





Esportes de alto rendimento

Superar obstáculos é um dos desafios constantes dos atletas de alto rendimento, em decorrência destes treinos desgastantes ocorre tanto o esgotamento físico quanto mental. No esporte o bom desempenho vem de uma somatória destes fatores físicos e mentais aliados aos treinos constantes do gesto esportivos de cada modalidade onde o limite acaba sendo a dor, tendo o atleta pouco tempo para descansar.

Atletas de alto rendimento são aqueles que treinam regularmente e buscam objetivos extremamente específicos como superar seus próprios limites e tempos (Rubio, 2007). Segundo Rubio (2007), na vida do atleta de alto rendimento a dor é constante em decorrência da busca pela superação de seus limites. Devido a intensidade dos treinos, estes atletas vivem constantemente com lesões, levando ao encurtamento de sua vida profissional.

Praticas esportivas provocam um aumento na incidência de lesões, varias são as causas, como a falta de preparação física e de orientação no esporte (COHEN, 2003).

Os aspectos preventivos acabam tornando-se uma prioridade pela equipe multidisciplinar com intuito de aumentar a longevidade dos atletas (FONTANA, 1999).

O desempenho esportivo de cada atleta baseia-se na interação de aspectos cognitivos, capacidades físicas e psicológicas, que através de certos fatores externos levam a aptidão física (PEDRINELLI, 2002).

Segundo Parreira (2007), a ocorrência de lesões esportivas é decorrente da inter-relação entre o atleta e o esporte praticado.

Cada esporte tem sua característica motora prevalecente, onde o corpo trabalha como um todo, envolvendo vários grupos musculares e articulares, dando prioridade dependendo da modalidade para determinados grupos, esta predominância pode ocasionar uma sobrecarga muscular, esquelética e articular (GEMEO, 2004).

Medicina Tradicional Chinesa

Na acupuntura o universo se baseia na oposição entre duas forças antagônicas, que devem estar com igual intensidade de força para que haja o equilíbrio. O ser vivo possui uma energia primordial, chamada QI . Esta energia tem dois aspectos: YIN e YANG. O YIN é o aspecto material e interno, já o YANG é a manifestação da matéria exteriormente. O bom funcionamento (saúde) do ser depende do bom equilíbrio entre estas duas forças. Tanto o YIN como o YANG têm, cada um, suas funções. Quando estão em mesmo nível energético, um controla o outro, porém quando um se sobressai em relação ao outro ocorre o desequilíbrio, ou seja, ocorre à doença. A desarmonia YIN / YANG pode ser causada por motivos
endógenos ou exógenos. Alguns fatores exógenos podem ser o excesso de frio ou calor, alimentação inadequada, acidentes, poluição; já os fatores endógenos se pode encontrar a raiva, preocupação, pensamento excessivo (obsessão), pesar, medo e tristeza. Existe uma inter-relação entre os sentimentos e os órgãos do nosso corpo. A acupuntura refaz o equilíbrio
natural.

Segundo Maciocia (2007), a relação e a interdependência do Yin-Yang podem ser representados pelo símbolo chamado de Supremo Final (Tai Ji). O balanço e a harmonia do Yin e do Yang são governados pelos Cinco Elementos (Cinco
Movimentos), A teoria dos Cinco Elementos é baseada na idéia de que tudo no universo é produto do movimento e da mudança dos cinco elementos básicos: água, fogo,madeira, metal e terra. Determinada emoção influencia um órgão, e este também mantém uma influência sobre a emoção relacionada a ele: pulmão ( tristeza), coração ( alegria), fígado (raiva), baço (pensamento) e rim(medo).

Identificado à causa ou as causas são selecionados os locais aonde será feito o tratamento. São inseridas finas agulhas por alguns minutos nos locais identificados. Durante o tratamento ocorre uma sensação de bem estar e relaxamento. Pode ocorrer a associação com preparados aquecidos de ervas que também são colocados em determinados pontos. A estimulação
Na acupuntura não existe uma doença, mas sim um doente que necessita de um tratamento geral, visando seu equilíbrio como um todo.

A Organização Mundial da Saúde lista mais de 40 doenças para as quais a acupuntura está indicada, como por exemplo: Vias Aéreas Superiores: rinite e sinusite, faringite e amidalite agudas e crônicas, sobretudo de natureza alérgica. Sistema Respiratório: bronquite aguda e asma brônquica. Perturbações oculares e da boca: conjuntivites, dor de dentes, gengivites.

Distúrbios funcionais gastrintestinais e ginecológicos: espasmos do esôfago, soluços, náuseas e vômitos, gastrites agudas e crônicas, diarréias crônica e constipação, colites inespecíficas, cólon irritável, tensão pré-menstrual e cólicas menstruais. Distúrbios funcionais neurológicos: cefaléia tensionais, enxaquecas, nevralgia do trigêmeo, parestesias subseqüentes de isquemias cerebrais, paralisias faciais na fase inicial, neuropatias periféricas com déficit motor ou alterações sensitivas, doenças de Méniere, vertigem e zumbido por labirintopatia, enurese noturna na infância e disfunção neurogênica como incontinência, polaciúria ou estrangúria. Distúrbios musculares, tendinosas, articulares e esqueléticas: síndrome cervicobraquialgias, torcicolo, processos leves de traumas como contusão e entorses, algias do ombro, cotovelo e punho, dores lombares de origem muscular, dores ciáticas, dores coxofemorais e do joelho, tornozelo e dos pés, alívio de processos de osteoartrites de origem reumáticas e processos dolorosos do osteoartrose em geral, lesões inflamatórias resultados do trauma ou esforços repetitivos, fibromialgia, dores pós-operatórias e reabilitação pós-imobilização.

A acupuntura procura determinar a natureza da doença ou da desarmonia da mente ou do corpo. Através de uma anamnese minunciona são analisados os sintomas, históricos familiares e de doenças, dieta, estilo de vida, comportamentos da digestão, circulação. São observados o ritmo do sono e as alterações emocionais. A língua é examinada (estrutura, cor,
revestimento), os pulsos também são avaliados (qualidade, ritmo e força). Além disso, também é observado a postura da pessoa, cor da face, jeito de falar e respiração. Hoje em dia também temos aparelhos para diagnóstico, como o Ryodoraku, que é uma técnica que mede a corrente elétrica de nosso corpo em pontos específicos que representam cada meridiano de nosso corpo e pela análise dessas medidas podemos ter um diagnóstico(MACIOCIA, 2007).
elétrica também pode ser utilizada através das agulhas. A acupuntura também pode ser

Acupuntura
Os pontos de acupuntura funcionam como meio de comunicação entre o exterior e o interior do corpo, esses pontos influenciam as energias transmitindo-as para os canais de energia principais conduzindo aos Zang Fu (órgãos e vísceras) e destes para os tecidos(YAMAMURA,1995). Segundo Sun (2001), a acupuntura tem sido usada para o tratamento de desordens clínicas na China por mais cinco mil anos.

Os chineses descreveram cerca de 1000 pontos de acupuntura, dos quais 361 foramclassificados em catorze grupos principais. Todos os pontos que pertencem a uma mesma função geral são ligados por uma linha imaginária na superfície do corpo denominada meridiano.

Os doze meridianos principais controlam o pulmão, o intestino grosso, o estômago, o baço, o coração, o intestino delgado, a bexiga, o rim, o pericárdio, o triplo aquecedor, a vesícula biliar e o fígado. Existem também dois meridianos localizados no centro do corpo, um que passa pela frente e outro pelas costas (Vaso Concepção e Vaso Governador, respectivamente). Todos os pontos de acupuntura ao longo destes meridianos afetam o órgão mencionado, mas
não necessariamente da mesma maneira. Para os chineses, nosso organismo é formado de matéria e energia e é justamente a parte energética, a força vital ou Qi, que circula nestes meridianos.

Todas as doenças seriam consequências de um distúrbio da circulação de Qi. A acupuntura não causa apenas efeito analgésico, ela provoca múltiplas respostas biológicas. Estudos mostram que o estímulo por acupuntura pode ativar o hipotálamo e a glândula pituitária, resultando num amplo espectro de efeitos sistêmicos, aumento na taxa de secreção de
neurotransmissores e neuro-hormônios, melhora do fluxo sanguíneo e também a estimulação da função imunológica (AMIGOSDOTAICHI, 2005).

Os pontos de acupuntura encontrados sobre o meridiano são áreas da pele através das quais podemos afetar e alterar o fluxo de Qi. Quando se está doente, existe um desequilíbrio ou interferência no fluxo de Qi. Os acupontos foram empiricamente determinados no transcorrer de milhares de anos de prática médica (RISTOL, 1997).

Acuponto é uma região da pele em que é grande a concentração de terminações nervosas sensoriais, essa região está em relação íntima com nervos, vasos sanguíneos, tendões, periósteos e cápsulas articulares (WU, 1990). Sua estimulação possibilita acesso direto ao SNC (FARBER & TIMO-IARIA, 1994). Estudos morfofuncionais identificaram plexos
nervosos, elementos vasculares e feixes musculares como sendo os mais prováveis sítios receptores dos acupontos.
Outros receptores encapsulados, principalmente o órgão de Golgi do tendão e bulbos terminais de Krause também podem ser observados (HWANG, 1992). Diversos trabalhos têm demonstrado grande número de mastócitos nos acupontos. Segundo Yamamura (1995) os pontos de acupuntura funcionam como meio de comunicação entre o exterior e o interior do nosso corpo, com isso esses pontos estão sujeitos diretamente a influências das energias transmitindo-as para os canais de energia principais conduzindo aos Zang Fu (órgãos e vísceras) e destes para os tecidos. A acupuntura é uma das muitas modalidades de tratamento do arsenal terapêutico tradicional chinês (ANDERSSON, 2001).

Atualmente, está sendo usada em mais de 140 países como uma terapia alternativa com 5 poucos efeitos colaterais, de simples manipulação e baixo custo (ZHANG, 2004). Tem sido aplicada para tratar de uma ampla variedade de doenças e situações (MIDDLEKAUFF, YU, HUI, 2001).

Pode ser definida como a penetração da pele com agulhas de aço inoxidável que estimulam o tecido manual, térmica e eletricamente (AKIMOTO et al., 2003). A Acupuntura tem sido utilizada para o tratamento de dores crônicas e agudas de diversas origens, e para controle da dor durante alguns procedimentos cirúrgicos, além de seu uso para
a prevenção e tratamento de doenças (KARVELAS, HOFFMAN, ZENI, 1996 ). Tem sido também utilizada por atletas, profissionais e amadores, (KARVELAS, HOFFMAN, ZENI, 1996; AKIMOTO et al., 2003) para modular o bem-estar físico (AKIMOTO et al., 2003), para o alcance de um nível mais alto de performance competitiva (KARVELAS, HOFFMAN, ZENI, 1996; EHRLICH, HABER, 1992) e para um melhor treinamento (EHRLICH, HABER, 1992). Segundo a tradição chinesa os pontos de acupuntura estão localizados ao longo de canais específicos cuja puntura nesses locais facilita e restaura o fluxo
de energia no corpo (MIDDLEKAUFF, YU, HUI, 2001).

A efetividade da Acupuntura é bem documentada e já existem experimentos em bases neuroquímicas, histoanatômicas e neurofisiológicas para explicar seu mecanismo de ação (EHRLICH, HABER, 1992). Recentes estudos têm apoiado o conceito de que a Acupuntura ativa os opióides endógenos (MIDDLEKAUFF, YU, HUI, 2001) e têm demonstrado que a eletroacupuntura induz uma regulação positiva da expressão da relação da sintase do óxido nítrico neuronal (nNOS) / NADPH diaforase (NADPHd), bem como que o óxido nítrico (NO) no núcleo grácil media os sinais da Acupuntura através de vias talâmicas e da medula dorsal (MA, 2001).

Alguns dados sugerem fortemente que outros mecanismos além dos opióides são responsáveis pelos efeitos da Acupuntura na dor (BUCINSKAITE et al., 1994). Segundo Frezza (2004), a acupuntura alem de ser utilizada para promover o equilibrio
energetico, pode tambem melhorar o desempenho esportivo. Durante a pratica de atividades físicas os músculo devem ser bem nutridos com Xue (sangue) e o Qi deve estar fluindo adequadamente, isso pode ser feito atravez da tonificação dos órgãos que produzem o Xue e mantem do o fluxo do Qi livre (Baço-Pancreas, Rim e Figado) no corpo pode-se melhorar o
desempenho de qualquer tipo de atividade fisica.

Frezza (2004) comprovou que através de sessões semanais de acupuntura, obteve-se um aumento significativo de força muscular, alem da melhora da disposição fisica durante dos treinos e melhora do cansaço os treinos.

Fonte
Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment