Como é feita a Avaliação Funcional do Movimento Humano?








Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Como é feita a Avaliação Funcional do Movimento Humano?. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!




A Avaliação Funcional do Movimento Humano tem como objetivo identificar determinadas posturas compensatórias, possíveis disfunções musculares e detectar vícios de movimentação que podem causar lesões de diversos tipos, por exemplo muscular, ligamentar, articular dentre outras.

O objetivo da Avaliação Funcional é ter critérios seguros para intervenção direta com o atleta, independente do nível de desempenho do mesmo. Os diversos testes funcionais conseguem ter relação de interdependência entre os diversos segmentos corporais e assim, através da rede de determinantes, propor intervenções mais seguras seja no aspecto preventivo ou curativo. A relação entre a capacidade dos sistemas corporais e a demanda imposta pelas cargas interna e externamente determinam a abordagem no atleta.


Depois da montagem do histórico do paciente, é aplicado um teste, onde ele é submetido a uma série de sete exercícios de movimentos padrões. São eles:

  1. agachamento profundo;
  2. passo sobre a barreira;
  3. avanço em linha ou afundo;
  4. elevação da perna estendida;
  5. mobilidade dos ombros;
  6. flexão dos braços com estabilidade do tronco
  7. estabilidade rotacional.

Em cada um desses movimentos diversos outros detalhes são observados para que se possa ter uma real noção da capacidade do aluno em realizá-los. São eles:

  • estabilidade da lombar, core, pelve, joelhos e arco plantar;
  • mobilidade glenoumeral, torácica, quadril e do tornozelo;
  • dissociação de quadril;
  • flexibilidade muscular e dinâmica;
  • equilíbrio;
  • ativação muscular;
  • concentração e postura;
  • amplitude do movimento.

Para cada etapa, e segundo os critérios acima, é montado um ranking com notas de 0 a 3, que são dadas de acordo com a facilidade ou dificuldade do observado em reproduzir o movimento. A partir desse ranking é montado o perfil de exercícios do aluno para que ele possa obter o máximo de rendimento na sua proposta e tenha diminuído o risco de lesões.

Após um período do teste, é recomendado ainda que o analisado passe por nova avaliação para identificar possíveis melhoras na condição física e/ou fazer novos ajustes em seu perfil de exercícios.

Para o profissional que quer ter mais conhecimento nesta área, indico dois materiais excelentes:

[Fisioterapia Esportiva] E-Book Testes Funcionais no Esporte - Você conhece os principais testes funcionais utilizados no esporte? Hop Tests, Lateral Step Down, Y Balance Test...? Eu preparei um material super completo, e baseado em evidências científicas, que vai te ajudar a avaliar seu atleta em qualquer situação: lesão, retorno ao esporte, avaliação pré-temporada ou programas preventivos. Clique aqui e saiba mais!

Testes Funcionais em Fisioterapia Ortopédica e Esportiva - Quer saber mais sobre Testes Funcionais Aplicados a Fisioterapia Ortopédica e Esportiva? Este minicurso é para você! São 04 horas de curso disponível em vídeo e PDF com os principais testes funcionais, com descrição detalhada, vídeos ilustrativos e evidências científicas. Clique aqui e saiba mais!


  • EBOOK GRATUITO: Fisioterapia Esportiva no ombro

  • Capacite-se para melhorar seu atendimento na Fisioterapia:
  • Workshop Bandagem Funcional Cinética
  • Eletrotermofototerapia - Curso com Prof. Dr. Thiago Fukuda
  • Combo Joelho e Quadril - Cursos Online
  • Curso Online de Fisioterapia Desportiva


  • Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.