Volta à prática é objetivo principal do fisioterapeuta nos esportes








Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Volta à prática é objetivo principal do fisioterapeuta nos esportes. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!

Toda a atividade, em particular a esportiva, exercita de maneira
indiferenciada músculos estáticos e dinâmicos, o que ocasiona efeitos
positivos sobre os músculos dinâmicos que têm tendência natural ao
relaxamento, mas que acentuam o tônus muscular e a rigidez dos
estáticos; portanto, a constituição física das pessoas naturalmente
sofre algum inconveniente com a prática de esportes de alto impacto
tais como aqueles exercidos profissionalmente ou para competição.

Vale lembrar que os músculos estáticos, que são extremamente fortes e
enrijecidos e que são responsáveis pela nossa postura e manutenção em
pé ;
Já os músculos dinâmicos que são aqueles que só se contraem quando
solicitados e que permanecem a maior parte do tempo em relaxamento,
tornando-se músculos mais fracos.

Basicamente, os esportes de alto nível atuam na cadeia posterior
extensora (musculatura estática) o que se torna gratificante no início
da atividade já que permite uma grande força em todas as extensões,
que são a base essencial de muitos esportes. Porém, isso pode levar à
fraqueza por excesso e acaba sendo inevitável aparecer as contusões.
Uma boa dica para o fisioterapeuta é, após cada atividade esportiva,
trabalhar em cima dessas compensações de cada esporte, promovendo o
retorno à normalidade de acordo com o esforço anteriormente exigido.

Se formos observar a atuação do paciente durante o esporte, traçar os
planos de correção postural e avaliar o tipo de pisada do atleta (e,
se for o caso, recomendar um calçado mais adequado), entre outros
ficará mais fácil. Nesses casos, o fisioterapeuta propõe mudanças
tanto para corrigir lesões e dores já existentes, quanto para prevenir
problemas futuros.

Vale destacar que quem trabalha em um clube grande (seja de futebol,
vôlei, ginástica etc.) deve propor uma terapia focada no rendimento do
atleta durante a temporada. Desse modo, além de evitar e tratar dores
e lesões, é preciso certificar-se de que o jogador conseguirá cumprir
o seu programa individual.

É possível fazer isso de diversas formas, como realizando
desaquecimentos após um treino intenso, propondo exercícios para
relaxar a musculatura etc.

O objetivo do fisioterapeuta é devolver o paciente — o mais breve
possível — à sua prática esportiva, mas, para atingi-lo, o avanço na
reabilitação deve ser diariamente baseado na avaliação desse
profissional.

Aliada a essa responsabilidade, o fisioterapeuta também exerce um
papel decisivo ao ajudar o paciente a superar o medo de recomeçar as
suas atividades esportivas. Dessa forma, o atleta consegue retomar a
autoconfiança e retornar ao esporte com mais segurança e sem correr
riscos de adquirir novas lesões.
  • EBOOK GRATUITO: Fisioterapia Esportiva no ombro

  • Capacite-se para melhorar seu atendimento na Fisioterapia:
  • Workshop Bandagem Funcional Cinética
  • Eletrotermofototerapia - Curso com Prof. Dr. Thiago Fukuda
  • Combo Joelho e Quadril - Cursos Online
  • Curso Online de Fisioterapia Desportiva


  • Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.