A condromalácia patelar (também conhecida como síndrome da dor patelo-femoral, ou "joelho de corredor") consiste em uma pato...

Prevenção da Condormalácia Patelar em Corredores








http://www.adrianoleonardi.com.br/wp-content/uploads/2013/02/condromalacia-patelar.jpg

A condromalácia patelar (também conhecida como síndrome da dor patelo-femoral, ou "joelho de corredor") consiste em uma patologia crônica degenerativa da cartilagem articular da superfície posterior da patela e dos côndilos femorais correspondentes, que produz desconforto e dor ao redor ou atrás da patela. É comum em jovens adultos, especialmente jogadores de futebol, ciclistas, jogadores de tênis, corredores e inclusive mulheres devido a sua anatomia, com quadris mais largos.

Vamos ver algumas medidas para "combater" esse mal em corredores:

* Excluir exercícios e esportes de alto impacto (futebol, vôlei, basquete, corrida, ciclismo) ou atividades suspeitas de causarem a lesão. Natação é um bom exercício para manter o condicionamento físico sem afetar o joelho;

* Reforçar os músculos fracos, fazendo exercícios leves e de baixo impacto. Alguns autores sugerem ser especialmente importante reforçar o músculo vasto medial para equilibrar as forças atuantes sobre a patela – fazendo extensão de cada perna separadamente, por exemplo;

* É importante avaliar o limite de extensão e flexão do joelho durante os exercícios, para não agravar o quadro. Peça ao profissional para demonstrar. Evite a sobrecarga;

* Alongar quadríceps, banda iliotibial (lateral), posterior da coxa, tendões e panturrilha regularmente. Não deixar de lado o treinamento de flexibilidade;
* Colocar gelo no joelho após os exercícios;

* Evitar subir e descer escadas;

* Garantir lugar suficiente para a perna no carro ou no seu lugar de trabalho, evitando manter o joelho flexionado mais de 90 graus por muito tempo, além de não sentar com uma perna dobrada embaixo do quadril;

* Manter boa postura e evitar cruzar as pernas por longos períodos;

* Não sentar sobre as pernas com o joelho em hiperflexão;

* Quando estiver deitado, não deixar o peso do corpo pressionar ou mover a patela, usando um travesseiro para manter os joelhos levemente separados e as patelas no lugar;

* Usar sapatos confortáveis, principalmente durante os exercícios;

* Evitar aplicar peso excessivo na articulação afetada, perdendo peso se necessário;

* É imprescindível fazer uma avaliação com um reumatologista, um ortopedista, fisioterapeuta, para receber o tratamento correto, além de ter um
acompanhamento de um profissional de educação física dentro da academia.



Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui
Curso online completo de Massagem Esportiva com o Fisioterapeuta da Seleção Brasileira Sub-20. Prof. Dr. Wallace Stefanini. Você vai aprender sobre Fundamentos e Técnicas da Massagem Terapêutica. Fisiologia da Lesão e Disfunções Segmentares. Fundamentos da Massagem Desportiva. Clique aqui

Poste um Comentário

Faça Fisioterapia