As lesões durante a prática do Taekwondo


>



http://www.romulosoares.com.br/userfiles/image/taekwon-do.jpg



Análise Estatística
Apesar de ser um esporte de contato, o Taekwondo não é considerado um esporte violento quando comparado a outros como o futebol.

Os praticantes de Taekwondo estão freqüentemente expostos a lesões traumáticas sendo as contusões as mais comuns.
Trago neste texto algumas informações do que tem acontecido durante a prática de Taekwondo tanto em academias quanto em competições.

Tipos de Lesões
As possíveis lesões que o nosso corpo está exposto podem ser externas ou internas. Por exemplo:
- Chutar o cotovelo do adversário pode provocar um inchaço (edema), o famoso "roxo" (hematoma), dor no peito do pé. São lesões que podemos ver, pois está no lado de fora do corpo (como também os cortes), sendo chamadas então, de lesões externas. E por dentro?
- Podemos ter rupturas de ligamentos, fratura, tendinites, artrite dentre outras. Essas lesões nós não conseguimos ver diretamente, podendo ser chamadas de lesões internas.
As causas das lesões podem estar relacionadas ao nosso próprio corpo (causas internas) ou não (causas externas):
- Fatores internos: idade, sexo, constituição física, condições de saúde/doença mórbida, desempenho muscular (força, velocidade, elasticidade)
- Fatores externos: programa de treinamento (freqüência, intensidade, qualidade), local de treino (piso, material utilizado), ambiente de treino (altitude, temperatura, ventilação).

Dados Estatísticos
O Doutor. Baek H.S. da Coréia fez um estudo estatístico das lesões ocorridas durante a prática do Taekwondo (não inclui casos de fraturas e traumatismo crânio-encefálico), concluindo:
- 50% dos casos envolvem lesões de ligamentos
- 46% dos casos envolvem músculos e tendões
- 4% dos casos apresentam lesões superficiais (como cortes)

O estudo estatístico da Universidade de Hoso (Coréia) mostrou que:
- As fraturas ocorrem em 3% dos casos
- Lesão cerebral acontecem em 0,3% dos casos
E qual a parte do corpo que mais sofre lesão?
- Pés: 24%
- Joelhos: 21%
- Perna (canela): 11%
- Cotovelo: 10%

Daí a importância da utilização de equipamentos de proteção na tentativa de amenizar essas agressões ao nosso corpo, pois as lesões não acontecem simplesmente pela contusão ou entorse.

Também foi realizado um estudo estatístico sobre o cuidador, ou seja, quem está tratando das pessoas que apresentam algum tipo de lesão. Observa-se que o tratamento é feito pelo:
- Próprio atleta em 64% dos casos
- Médico em 25% dos casos
- Técnico em 12% dos casos

Conclusão
Com esses dados podemos concluir que as lesões mais freqüentes acontecem nos pés e joelhos, e que envolvem os ligamentos na maioria das vezes. Daí a importância da proteção do peito do pé como método preventivo de lesões, e o cuidado com os pisos das academias e quadras de competição (fatores de risco para entorses).

Obs.: contusões freqüentes no peito do pé podem provocar lesão de pequenos nervos dessa região, resultando em dor constante.

Recomendações

- Faça um exame médico antes de iniciar qualquer atividade física.

- Faça uma avaliação física para conhecer melhor o seu corpo. Essa avaliação (feita pelo profissional de Educação Física) contribuirá para desenvolver um melhor programa de treinamento para você, pois neste ponto devemos respeitar a individualidade de cada atleta.

- Converse com seu professor sobre o que anda acontecendo com você, se está se cansando rápido, se sente dores, etc, para descobrir a causa e resolver a questão. Não sendo do alcance do professor, procure um profissional da área. Isso é respeitar o seu próprio corpo.

- Utilize equipamentos de proteção nos casos em que se faz necessário e nas situações coerentes. Por exemplo, não é necessário fazer uma aula completa de caneleira, protetor de antebraço. Há pessoas que podem ter problemas circulatórios e o protetor pode dificultar a circulação provocando dor ou desconforto nas pernas e braços. Há aqueles que tem alergia ao material que compõe a proteção. Enfim, cada caso é um caso. Você não precisa usar uma armadura para treinar Taekwondo!

- Não espere melhorar num piscar de olhos. Treine com segurança e não abuse do seu corpo. Ele também precisa de repouso! Dependendo do caso, é melhor treinar uma hora por dia e três vezes por semana do que três horas em um dia. RESPEITE SEU CORPO!

- Quando se diz saúde, entenda-se saúde FÍSICA, PSICOLÓGICA e SOCIAL.

- Veja se sua academia oferece segurança. Degrau ou desníveis próximo à área de treino é um risco para entorses e quedas. Verifique se o piso "segura" muito o pé, se há pregos na área de treino ou proximidades. Espelhos no Dojang são ótimos, desde que você não esbarre neles! Ambiente tranqüilo, bem iluminado e ventilado é fundamental.

- Alimente-se bem. Regime de última hora para entrar em competição é PREJUDICIAL.

- Beba água antes, durante e após o treino. Mantenha-se hidratado! Não se cubra ou use roupas pesadas para suar mais.

Fonte
Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment